Portal de apoio a comunidade

Doe Sangue

2 de maio de 2017

Por Amanda Vitória

sangue

A doação demora apenas alguns minutos e pode salvar vidas!

 

Você não precisa de um motivo especial para doar sangue. Algumas pessoas doam sangue porque foram incentivadas por amigos ou familiares, outras acreditam que é a coisa certa a fazer.  Seja qual for o motivo que te leva a doar, é nobre porque a necessidade de sangue é constante e a contribuição dos doadores é muito importante.

 

O hábito de doar sangue é um ato solidário que requer responsabilidade, compromisso e, principalmente, solidariedade. A doação traz benefícios para todos: hospitais, pacientes e sociedade, além de dar mais segurança ao cidadão que a qualquer momento pode necessitar de transfusão de sangue em função de acidentes ou de agravos de doenças.

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o percentual ideal de doadores para um país esteja entre 3,5% e 5% de sua população. No Brasil esse número é preocupante, pois não chega a 2%. Essa quantidade, ainda, sofre queda durante os períodos de inverno e férias, momentos em que os hemocentros são praticamente obrigados a operar com menos que o mínimo necessário. O Ministério da Saúde divulga que os homens são responsáveis por mais de 70% das doações no Brasil e os jovens de 18 a 29 anos correspondem a 50% dos doadores.

 

“Comecei a doar sangue, incentivado pelo meu pai que é doador há anos. Procuro incentivar meus amigos e familiares a praticarem esse gesto. Apesar de ser doador há algum tempo, nunca precisei de uma transfusão, porém já doei para meu tio, que precisou de sangue para fazer uma cirurgia. Sinto-me como um super-herói, que está salvando não apenas uma vida, mas sim duas ou mais vidas com uma bolsa de sangue. É gratificante poder estar ajudando a quem precisa”, comentou sobre doar sangue Lucas Muriel Campelo, estudante, 24 anos e morador de Porto Velho.

 

Se você deseja praticar esse gesto, fique atento as orientações:

Estar em boas condições de saúde;

Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos;

Pesar no mínimo 50 kg;

Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);

Estar bem alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação);

Apresentar documento original com foto recente, que permita a sua identificação, emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho ou Previdência Social).

 

Não será possível doar sangue se o candidato (a) for soropositivo para HIV, teve hepatite após os 10 anos de idade, se já teve: malária, doença de chagas, algum tipo de câncer, incluindo leucemia, graves problemas no pulmão, coração, rins ou fígado, problema de coagulação de sangue, diabetes com complicações vasculares ou em uso de insulina, tuberculose extrapulmonar, elefantíase, hanseníase, calazar (leishmaniose visceral), esquistossomose hepatoesplênica, doença que gere inimputabilidade jurídica ou se foi submetido a transplante de órgãos ou de medula.

 

Se você é morador de Nova Mutum-Paraná e região e ficou interessado em doar sangue, procure a Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado de Rondônia (Fhemeron), em Porto Velho, localizada na Avenida Governador Jorge Teixeira, esquina com a Rua, Benedito de Souza Brito, Setor Industrial. O horário de funcionando da unidade é das 7h às 18h, de segunda a sexta-feira, e aos sábados até às 12h. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (69) 3216 5485.

 

Um pequeno gesto de solidariedade como doar sangue pode fazer uma enorme diferença para quem precisa, então não perca tempo. E quem não pode doar, também, pode dar sua contribuição, conscientizando as pessoas sobre a importância e necessidade desse grande gesto.