Portal de apoio a comunidade

Cuidar da Saúde Mental não é frescura.

25 de abril de 2016

Quando ouvimos falar de saúde mental, logo associamos às doenças mentais. Mas estar bem mentalmente significa também estar apto a aceitar as exigências da vida e saber como lidar com as situações boas e ruins do nosso cotidiano.

Todos nós passamos por dificuldades na vida, sejam no trabalho, nos estudos ou em questões mais pessoais, como um relacionamento amoroso. E até mesmo quando estamos bem, sempre haverá alguma coisa que vai nos tirar do sério. Normalmente acompanhamos diversas propagandas, que incentivam a população a fazer exames de prevenção em relação a várias doenças, mas raramente o tema saúde mental é abordado.

De acordo com a psicóloga Priscila Olivieri De Oliveira Horn, um dos fatores que contribuem para o desenvolvimento de transtornos mentais é a genética e, além disso, as mulheres têm maior probabilidade de desenvolver algum tipo de transtorno, devido à sobrecarga de tarefas (trabalho, estudo, filhos etc.), além de manifestar em dobro o quadro depressivo, se compararmos com os homens. Segundo a psicóloga, infelizmente, não existe exame ou teste sanguíneo que possa confirmar esse diagnóstico. Por isso, a pessoa acredita no que ela pensa ser verdade ou no que sua família diz. Como consequência, o uso de calmante ou antidepressivo sem receita médica se tornou algo comum para as pessoas que vivenciam transtornos no dia-a-dia. E isso diminui a possibilidade de tratamentos bem-sucedidos e aumenta as chances do desenvolvimento de problemas mentais.

Os transtornos são vários, no entanto, os mais comuns são: neurose (depressão, manias, entre outras), psicose (a pessoa não tem domínio do seu corpo como, por exemplo, as esquizofrenias) e perversão (falta de controle, obsessão).Quanto à prevenção, a psicóloga Priscila Olivieri De Oliveira Horn enfatizou a importância de cada um se conhecer e desenvolver atividades que faça bem, segundo ela: “A maior prevenção contra as doenças mentais é se conhecer e fazer aquilo que a gente gosta. Pois quando fazemos aquilo nos faz mal, vamos ficar doentes. E quando fazemos aquilo que nos faz bem, a probabilidade de adoecer é muito menor. Isso serve para o nosso trabalho pois, temos que fazer aquilo que amamos e almejamos desde criança”.Pequenos acontecimentos podem ter grandes consequências, por isso evite se estressar, pratique algum esporte, mantenha hábitos alimentares saudáveis, durma pelo menos oito horas por noite e mantenha sentimentos positivos consigo e com os outros.