Portal de apoio a comunidade

CAMPANHA CONTRA AS QUEIMADAS

30 de setembro de 2015

As queimadas são alguns dos problemas ambientais que afetam não somente o estado de Rondônia, mas todo o mundo. Porém a região amazônica é uma das que mais sofre com os focos de incêndios que destroem áreas preservadas e aumentam a devastação da floresta. Assim, o Jornal Observação! lança mais uma campanha contra as queimadas buscando sensibilizar as pessoas de que essa ideia não é benéfica para ninguém. A médio e a longo prazo os resultados vão aparecer e as consequências serão sempre devastadoras.

O período de junho a novembro, na região norte, é muito quente e seco e com a redução considerável das chuvas, a vegetação se torna o combustível perfeito para incêndios de grandes proporções. Além de incêndios acidentais, muitas vezes o fogo é provocado por pessoas mal intencionadas com o objetivo de desmatar áreas para a criação de pastos e lavoura.

Vale lembrar que provocar a queimada é crime ambiental inafiançável. Ou seja, a pessoa que for flagrada ateando fogo em uma área, pode ser presa e terá que responder ao processo na cadeia. Alguns hábitos como colocar fogo no lixo e em móveis velhos devem ser abolidos. O lixo deve ser sempre depositado em locais adequados onde o serviço de coleta municipal irá retirá-lo, assim como os móveis sem uso. Há também o mau hábito de jogar “bitucas” de cigarro nas beiras das rodovias, muitas vezes, a pessoa nem percebe que ela foi a responsável por causar grande destruição à natureza, pois quando o incêndio começa a pessoa já está longe dali.

As consequências das queimadas são muitas, entre elas:

  • Afeta a saúde das pessoas, pois além do tempo seco que já é um agravante, a fumaça causa muitos problemas respiratórios;
  • A fumaça em beiras de rodovias prejudica a visibilidade dos motoristas aumentando a incidência de graves acidentes de trânsito;
  • Provoca a morte de muitos animais que ficam presos na região dos incêndios;
  • Aumenta a liberação de dióxido de carbono, ocasionando o aquecimento global e o aumento do buraco na camada de ozônio;
  • Destrói habitats naturais e causa a extinção de espécies (fauna e flora);
  • Aumenta a erosão no solo e a perda das camadas com nutrientes da terra;
  • Ocasiona a perda da absorção do solo, aumentando os índices de inundações;
  • Polui nascentes, lagoas e rios por meio das cinzas;
  • Provoca a destruição de casas e perda de vidas humanas.

O desequilíbrio ecológico causado pelas queimadas é imensurável e não atinge apenas a nossa região, pois a falta de vegetação é responsável pela alteração do clima no Brasil e no mundo. As fronteiras geográficas são apenas linhas imaginárias que os países utilizam para manter seus limites. Em verdade todos nós moramos no mesmo planeta e o que é feito de ruim para o meio ambiente em um país, de alguma forma vai afetar os outros habitantes de outros países. Afinal o desequilíbrio ambiental não vai parar na fronteira. Ele se propaga por todo o globo.

Se você pensar bem, vai perceber que o quintal da sua casa não é só seu, é de todo mundo.