Nosso Documentário no Curta Amazônia

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Por Andressa Rocha e Mabline Martiniano

Documentário Maldito, Bendito Ouro

O nosso documentário “Maldito, Bendito Ouro” foi selecionado para exibição no 5º Festival de Cinema Curta Amazônia e está concorrendo na categoria  “Seletiva Média Nacional”!

A equipe do Núcleo de Comunicação do Observatório Ambiental Jirau, ao se reunir em busca de um novo desafio, se deslumbrou com o tema: garimpo de ouro no Rio Madeira.

Assim, foi elaborada uma pesquisa sobre o tema e, para enriquecer ainda mais, o grupo fez algumas visitas ao “Madeirão”, conhecido carinhosamente desta forma entre os trabalhadores que ganham a vida nesse imenso rio. Ao chegar no rio Madeira, a equipe conheceu não só rostos exaustos de um trabalho cansativo e pesado, a extração de ouro, mas também sentimentos de alegria e orgulho por serem garimpeiros.

Ao longo da produção do documentário “Maldito Bendito Ouro”, foi possível reviver junto aos entrevistados as emoções e lembranças, às quais nem todas são tão boas quanto o ouro que extraem das profundezas da água.

É muito rico ouvir as histórias de como o “Madeirão” garante o sustento de várias famílias e como vários garimpeiros utilizaram sua riqueza. Gerações inteiras foram e serão presenteadas com as águas desse rio, considerado um pai para muitos trabalhadores!

Nessa edição, o 5º Festival de Cinema Curta Amazônia traz o conceito “Olhar de Cinema na Amazônia” com a proposta de consolidar, difundir e promover o Cinema Brasileiro em Porto Velho e será realizado de 11 a 16 de agosto. De acordo com o Portal do Festival, www.curtamazonia.com, “participarão produções brasileiras e estrangeiras, com temática livre, nas categorias de animação, documentário, ficção, experimental e clipes, com produção a partir de 1 de janeiro de 2010 e os títulos serão exibidos na mostra competitiva e paralela. O Melhor Filme receberá o troféu “Arara Azul”.

Os organizadores do evento, através da exibição dos filmes com palestras e atividades com o público, têm a ideia debater as questões ligadas à cultura regional e produção audiovisual na Amazônia. Desta forma, o Festival poderá contribuir para a formação de políticas públicas e fortalecimento da cultura regional.

Em 2011, o Núcleo de Comunicação do Observatório Ambiental Jirau inscreveu dois documentários no 2º Festival de Cinema Curta Amazônia e recebeu um prêmio de incentivo pela produção de “Depoimentos Sobre o Lixo”.

Dessa vez, o grupo está mais confiante e pretende ir além. “Eu espero que nosso filme seja aceito, que eles gostem da nossa ideia e que possamos ganhar o prêmio”, disse Efai Rocha, Monitor do Núcleo de Comunicação. “Seria inverdade dizer que ao inscrever o documentário no Festival Curta Amazônia não espero que a equipe possa ser reconhecida, e todos os garimpeiros homenageados”, completa Mabline Martiniano, diretora do filme e ex-monitora participante do grupo.

Agora, é só torcer para que o documentário “Maldito, Bendito Ouro” seja o vencedor!